ICE (Índice de Cidades Empreendedoras)

Saiba tudo sobre o estatuto ICE (Índice de Cidades Empreendedoras) elaborado pela Endeavor.

O ICE (Índice de Cidades Empreendedoras) 2016 é um estudo elaborado anualmente pela Endeavor, que tem como objetivo servir de base para que as cidades entendam como oferecer melhores condições para seus empreendedores crescerem.

Para a construção do ICE, a Endeavor Brasil analisou os seguintes pilares: Ambiente Regulatório (Tempo de Processos, Custo de Impostos, Complexidade Tributária), Infraestrutura (Transporte interurbano e Condições urbanas), Mercado (Desenvolvimento Econômico e Clientes potenciais), Acesso a Capital (Capital Disponível via dívida e Acesso a Capital de risco), Inovação (Inputs e Outputs), Capital Humano (Mão de obra básica e Mão de obra qualificada) e Cultura Empreendedora (Potencial Empreendedor e Imagem do Empreendedorismo).

No Índice de Cidades Empreendedoras 2016, foram analisadas 32 cidades brasileiras, de 22 estados. Com exceção da região Norte, onde foram analisadas apenas Belém e Manaus, todos os estados das demais regiões foram representados ao menos por suas capitais. Além da grande abrangência geográfica, juntas essas cidades representam também mais de 40% das Scale-ups do país, e cerca de 40% do PIB nacional.

Entre as dez melhores cidades ranqueadas, seis são do interior, sendo cinco delas do Estado de São Paulo. Fazendo parte pela segunda vez dessa avaliação, o município de Campinas subiu duas posições, passando de 5ª para 3ª colocada. São Paulo e Florianópolis, respectivamente, mantêm a liderança nos dois anos de pesquisa – 2015 e 2016.

Confira o desempenho de Campinas em 2016

Ambiente Regulatório: 9ª posição – 6,75

Infraestrutura: 3ª posição – 7,33

Mercado: 5ª posição – 7,21

Acesso a Capital: 14ª posição – 5,95

Inovação: 6ª posição – 7,12

Capital Humano: 8ª posição – 6,57

Cultura Empreendedora: 24ª posição – 5,59

 

A íntegra do ICE 2016 está disponível no site da Endeavor.